VOTAR: UM ATO DE CORAGEM!

Por Márcio Alexandre da Silva
A passagem bíblica que me instiga é: “Coragem! Eu venci o mundo”, disse Jesus motivando os seus discípulos.

Domingo (03) FOI o dia das eleições, também o dia da coragem...

Coragem de não votar em candidatos que tem medo de expor suas ideias aos eleitores e diante de outros candidatos. Como nos defenderá futuramente? Se não consegue defender seus ideais e projetos.

Coragem de não votar em candidatos que tenham diversos assessores, sobretudo os de campanha política: tem assessor do assessor que tem um assessor para assessorar o outro assessor. Onde ele colocará esses assessores se eleito? Já pensou nisso?

Coragem de não votar em pessoas que coaja ou induza seu voto. O seu voto é um dever moral, sagrado e inviolável. Além do que, se algum político induzi-lo a votar nele, por ameaça, seja qual for, denuncie-o ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou Tribunal Regional Eleitoral (TRE–SP). Se comprovada à coação ele terá sua candidatura cassada. Caso eleito não será diplomado. Se diplomado será cassado os direitos políticos e não poderá exercer o mandato.

Coragem de não votar em candidato que queira comprar o seu voto: o voto não tem preço; tem consequência. Portanto, denuncie! Comprar voto é crime: doar cesta básica ou qualquer outro beneficio ou mercadorias em trocas de votos são crimes eleitorais graves, tanto do político quanto do eleitor. Hoje ele compra seu voto. No futuro se eleito, imagina o que fará para se manter no poder?

Coragem de não votar em pessoas que ameaçam dizendo saber quantos votos tem na sua família. Onde você vota. Em quem você votará... Isso é balela. Conversa fiada. Político sério e integro não discursa desse modo. Não tenha medo dessas inverdades. Ninguém, eu disse ninguém, pode saber em quem você ou sua família votou. Se alguém souber é crime que deve ser denunciado.

Veja o que diz a propaganda da Justiça Eleitoral veiculada pelos meios de comunicações:

O Brasil tem o sistema de votação mais moderno do mundo. Poucas horas após o final do horário de votação os eleitos já são conhecidos. Mas, além de ser moderno e rápido, ele também é secreto e seguro. Ou seja, não há fraude, nem há como alguém descobrir em que você votou. Essa é a prova de que você pode votar tranquilo com a certeza de que o seu voto vai ajudar as definir o futuro de quem já mora na sua cidade ou de quem, um dia, vai morar” (Campanha Oficial da Justiça Eleitoral).

Portanto, não existe mais voto de cabresto. Seu voto é sigiloso e livre!
Tenha coragem de não votar em pessoas desse nível. Pois, se ele faz isso enquanto não tem o poder político: imagine quanto tiver?

Lembrando essas orientações são gerais a todos os cargos eletivos em disputa: deputados, senadores, governadores e presidente.

Se votar é um ato de coragem seja corajoso: VOTE!

1 Response to "VOTAR: UM ATO DE CORAGEM!"

  1. Anônimo Says:
    30 de abril de 2013 09:48

    Eu adorei mesmo eu adoro filosofia...